Escritora de textos que expressam o Cotidiano & Seus Clichês, que acometem à todos nós.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

5 motivos pra namorar

5 motivos pra namorar


Em tempos modernos, o verbo Namorar para algumas pessoas se tornou algo arcaico, nem um pouco confiável, assustador e o lance sem compromisso foi crescendo, aumentando as expectativas de felicidade ou nenhum sofrimento.

Particularmente, então com isso quero dizer que você (leitor) não precisa concordar comigo, e também não me importo em ser tachada de 'tapada", "careta" ou iludida. Voltando ao título, eu quero apresentar cinco dos muitos motivos que me fazem crer que namorar ainda é sim uma ótima escolha.

1- Ser par: Esse primeiro motivo pode ser considerado fundamental e tem a ver com a questão da escolha também, se resolvemos dividir a vida, a conta, os sábados à noite e os domingos antes servidos somente para curar a ressaca com outra pessoa, significa que tudo tende a ser mais leve pra gente, não fica aquele vazio típico de dia seguinte quando a gente sofre em cólicas esperando a ligação, a mensagem ou pelo menos que o(s) sujeito(s) lembre o nosso nome.

2- Intimidade: Esse é supremo, tem coisa melhor do que a gente conhecer cada dia que passa mais o outro, ter a intimidade de contar os problemas, as novidades, ser nu, literalmente diga-se de passagem. A gente ganha liberdade com a intimidade, com o passar do tempo de namoro a gente se mostra cada vez mais e sabe mais do outro com naturalidade, passamos daquele estágio de ter que impressionar. Descobrimos que se a pessoa está do nosso lado, é porque gosta mesmo, com defeitos e qualidades.

3- Gostar do inverno: quem nunca ouviu a frase que diz "Inverno é bullying com os solteiros"?! Pois é, quando estamos namorando, passamos a curtir e compartilhar do friozinho favorável, aumentamos as sessões de cinehouse e preferimos um foundie de chocolate como afrodisíaco da paixão.

4- Ganhamos uma segunda casa: Não que seja uma regra, mas creio que na maioria do casos ou melhor, dos namoros a gente passa a namorar também a família do dito cujo, e ele a nossa. Logo ganhamos uma outra casa onde revezamos os almoços de domingo, as noites de sábado e também onde vamos fazer a ceia de Natal de cada ano. Partilhamos de tudo. 

5- Confiança e Cumplicidade: Esse é duplo e pra finalizar, vejo como um dos cruciais para que esse até então namoro se torne algo maior como um casamento depois de um tempo. Quem não sofreu algum dia pela falta ou falha de confiança e cumplicidade de alguém?! E digo isso não só no namoro, mas na vida. Namoro nenhum sobrevive sem esses dois ingredientes, e quando existe isso numa relação é perfeito! A gente se doa sem doer e confia uma história de vida construída por por dois, escrita em dupla. Aqui a gente repara que todos os outros ítens também aparecem embutidos no número cinco da pequena lista dos prazeres que namorar proporciona. 

Namorar não é fácil mesmo, mas tem aquela história de que quando é difícil vale mais à pena.

Joany Talon

Nenhum comentário:

Postar um comentário